loader image

Fale conosco:   

IDOSO: Dez passos para a alimentação saudável das pessoas idosas

1º passo: Faça pelo menos três refeições (café da manhã, almoço e jantar) e dois lanches saudáveis por dia. Não pule as refeições!

2º passo: Inclua diariamente seis porções do grupo dos cereais (arroz, milho, trigo, pães e massas), tubérculos como a batata, raízes como mandioca/macaxeira/aipim, nas refeições. Dê preferência aos grãos integrais e aos alimentos na sua forma mais natural.

3º passo: Coma diariamente pelo menos três porções de legumes e verduras como parte das refeições e três porções ou mais de frutas nas sobremesas e lanches.

4º passo: Coma feijão com arroz todos os dias ou, pelo menos, cinco vezes por semana. Esse prato brasileiro é uma combinação completa de proteínas e é bom para a saúde.

5º passo: Consuma diariamente três porções de leite e derivados e uma porção de carnes, aves, peixes ou ovos. Retirar a gordura aparente das carnes e a pele das aves antes da preparação torna esses alimentos mais saudáveis!

6º passo: Consuma, no máximo, uma porção por dia de óleos vegetais, azeite, manteiga ou margarina.

7º passo: Evite refrigerantes e sucos industrializados, bolos, biscoitos doces e recheados, sobremesas doces e outras guloseimas como regra da alimentação. Coma-os, no máximo, duas vezes por semana.

8º passo: Diminua a quantidade de sal na comida e retire o saleiro da mesa.

9º passo: Beba pelo menos dois litros (seis a oito copos) de água por dia. Dê preferência ao consumo de água nos intervalos das refeições.

10º passo: Torne sua vida mais saudável. Pratique pelo menos 30 minutos de atividade física todos os dias e evite as bebidas alcoólicas e o fumo.

CRIANÇAS: Conheça os dez passos da alimentação saudável para crianças brasileiras menores de dois anos:

Passo 1: Dar somente leite materno até os seis meses, sem oferecer água, chás ou quaisquer outros alimentos.

Passo 2: A partir dos seis meses, oferecer, de forma lenta e gradual, outros alimentos, mantendo o leite materno até os dois anos de idade ou mais

Passo 3: A partir dos seis meses, dar alimentos complementares (cereais, tubérculos, carnes, leguminosas, frutas e legumes) três vezes ao dia se a criança receber leite materno e cinco vezes ao dia, se já tiver desmamado.

Passo 4: A alimentação complementar deve ser oferecida sem rigidez de horários, respeitando-se sempre a vontade da criança.

Passo 5: A alimentação complementar deve ser espessa desde o início e oferecida de colher. Deve começar com consistência pastosa (papas, purês) e, gradativamente, deve ter sua consistência aumentada, até chegar à alimentação da família.

Passo 6: Oferecer à criança diferentes alimentos ao dia. Uma alimentação variada é uma alimentação colorida.

Passo 7: Estimular o consumo diário de frutas, verduras e legumes nas refeições;

Passo 8: Evitar açúcar, café, enlatados, frituras, refrigerantes, balas, salgadinhos e outras guloseimas nos primeiros anos de vida. Usar sal com moderação.

Passo 9: Cuidar da higiene no preparo e manuseio dos alimentos. Garantir o seu armazenamento e conservação adequados.

Passo 10: Estimular a criança doente e convalescente a se alimentar, oferecendo sua alimentação habitual e seus alimentos preferidos, respeitando a sua aceitação.

ALIMENTAÇÃO

1. Faça dos alimentos in natura ou minimamente processados a base da alimentação.

2. Utilize óleos, gorduras, sal e açúcar em pequenas quantidades.

3. Limite o consumo de alimentos processados.

4. Evite o consumo de alimentos ultra processados.

5. Coma com regularidade e atenção, em ambientes apropriados.

6. Faça compras em locais que ofertem variedades de alimentos in natura ou minimamente processados.

7. Desenvolva, exercite e partilhe habilidades culinárias.

8. Planeje o uso do tempo para dar à alimentação o espaço que ela merece.

9. Quando estiver fora de casa, dê preferência a locais que servem refeições feitas na hora.

10. Seja crítico quanto a informações, orientações e mensagens sobre alimentação veiculadas em propagandas.

MULHER

1. Fazer um teste de colesterol: A maioria das mulheres se preocupa muito com o câncer de mama, mas na verdade, a doença cardíaca é o assassino número um das mulheres. Faça um teste de colesterol para saber se você está em risco.

2. Manter atitude positiva: Estudos comprovaram que pessoas que mantêm atitudes positivas produzem maior quantidade de anticorpos contra a gripe. Outro estudo mostrou que pessoas que vivem em estado radiante fabricam mais anticorpos em resposta à vacinação.

3. Ingerir cálcio: Muitas pessoas não consomem a quantidade suficiente de cálcio, que ajuda a prevenir a osteoporose, por meio da dieta. Mulheres com idades entre 19 e 50 anos devem ingerir 1000 miligramas ou comer de 3 a 4 porções de alimentos ricos no mineral (tomado com vitamina D para a absorção), por dia.

4. Exercícios físicos para melhorar o humor: As atividades físicas trazem uma série de benefícios para a saúde e podem reduzir o risco de doenças cardíacas, artrite e outras. Mas a melhor notícia é que ela pode melhorar o humor. Um estudo descobriu que, para pessoas deprimidas, o exercício foi tão eficaz quanto a medicação antidepressiva.

5. Relacionamento: Ter uma boa rede de amigos e familiares está associado a maior longevidade, enquanto a solidão está associada a riscos de doenças cardíacas.

6. Pratique alguma atividade ao sol: apenas 15 a 20 minutos de exposição à luz solar por dia (sempre com uso de protetor solar) pode fornecer a quantidade necessária diária de vitamina D. A substância ajuda a combater diabetes, ataques cardíacos, insuficiência cardíaca, pressão arterial alta e talvez até mesmo o resfriado comum. Mas não exagere, muita exposição ao sol pode aumentar o risco de câncer de pele.

7. Consulte o seu dentista: Saúde bucal é mais do que manter apenas os dentes bonitos. Em particular, a doença periodontal está ligada a um maior risco de doenças cardíacas e diabetes. Então, visite seu dentista.

8. Sair com pessoas saudáveis: Os bons hábitos de outras pessoas podem passar para você. Estudos sugerem que uma série de fatores, como felicidade aparente, obesidade, tabagismo, e até mesmo solidão, são fortemente influenciados pelas pessoas ao seu redor. Portanto, seja seletivo em relação aos amigos.

9. Teste a quantidade de açúcar do sangue: Pré-diabetes é uma condição na qual o açúcar no sangue está elevado, mas não muito alto o suficiente para ser classificado como diabetes. Mas é quase tão tóxico para o organismo como a diabetes em si. Além do mais, cerca de 57 milhões de pessoas nos EUA têm pré-diabetes, mas não sabem disso. Exercício físico regular e um alto teor de fibras na dieta, aliados ao consumo de carboidratos saudáveis, podem manter o açúcar no sangue dentro da faixa de segurança.

10. Exercite seus ossos: Exercícios como caminhar, dançar ou levantamento de peso podem manter os ossos fortes e saudáveis. Especialistas recomendam pelo menos duas horas e meia por semana.

11. Controle o seu estresse: Estresse não é apenas desagradável, mas também pode prejudicar a saúde, aumentando inflamações no corpo e riscos de doenças cardíacas.

12. Fazer mamografia: Alguns médicos afirmam que a melhor idade para fazer a mamografia é aos 40, outros dizem que o ideal é aos 50. Descubra o que o seu médico acha certo para você, baseado em sua idade e em outros fatores de risco.

13. Faça do sono uma prioridade: O sono pode ser o último em sua lista, mas talvez seja hora de movê-lo para cima. Novas pesquisas sugerem que a falta de sono pode perturbar o controle de açúcar no sangue e aumentar o risco de diabetes tipo 2.

14. Pensar sobre a saúde da mama: Para as mulheres jovens, o câncer de mama muitas vezes é uma das últimas coisas em suas mentes. Mas você pode começar a pensar em simples medidas preventivas, como a amamentação, exercícios e exames clínicos das mamas, mesmo em seus 20 e 30 anos.

15. Escolha alimentos saudáveis: Eles são itens saborosos que oferecem mais antioxidantes, gorduras saudáveis e outros bons ingredientes em relação à quantidade de calorias consumidas.

16. Preste atenção a dores nas articulações: Não há idade para desenvolver problemas nas juntas, como nos joelhos. Excesso de peso e pouca movimentação física colaboram para isso.

17. Cuidado com alimentos gordurosos: Você pode ficar viciado. Um novo estudo (em ratos) sugere que o acesso irrestrito a alimentos ricos em gordura, como bacon e cheesecake, pode desencadear o mesmo tipo de comportamento compulsivo como drogas, como a cocaína.

BEBÊS

Pele: A pele do bebê deve ser higienizada com produtos não tóxicos e neutros. A limpeza das nádegas e da região perianal deverá ser feita com água e algodão. Um sabonete suave, com posterior enxágue, deve ser utilizado quando for necessária troca de fraldas.

Umbigo: O coto umbilical é uma parte muito sensível em bebês recém-nascidos, que pode acumular secreções se você não mantiver a área limpa. Pediatras recomendam a higiene frequente de até três vezes por dia. Quando for trocar as fraldas do bebê, faça primeiro a limpeza do coto umbilical com álcool 70% e cotonetes flexíveis de algodão. A região é delicada, mas pode ficar tranquila ao realizar a higienização, pois o bebê não tem sensibilidade na área. Feito isso, volte à troca do bebê. Entre uma ou duas semanas, o coto pode cair, mas a desinfecção da área deve ser mantida até a autorização do seu pediatra.

Mãos e Unhas: As mãos e unhas do recém-nascido são áreas que também precisam de atenção e limpeza, pois os bebês costumam levar as mãos até a boca com muita frequência. Mantenha as unhas sempre limpas e curtas. Nos primeiros dias, elas ainda estão moles. Nesse caso, uma lixa pode ser utilizada para mantê-las curtas. Quando endurecerem, recomendamos o uso de tesoura sem ponta.

Orelhas: Muita atenção com a higienização das orelhas do bebê. Assim como nós, eles também produzem cera de ouvido como mecanismo de defesa. Mesmo assim, nunca utilize cotonetes de algodão para a limpeza interna dessa região, apenas para secar a parte externa. A melhor maneira de limpar as orelhas do bebê é higienizá-las na hora do banho e secar bem a parte externa com uma toalha macia.

Trocando as fraldas: Trocar as fraldas do seu bebê não é importante apenas para o conforto, mas também para evitar assaduras e, claro, garantir a higiene do bebê. Então, sempre troque imediatamente as fraldas ao perceber que estão molhadas ou sujas.

A hora do banho: Quando a hora do banho chegar é importante prezar pela segurança e o prazer do bebê e da mãe. Confira algumas dicas que vão facilitar o processo e tornar o momento mais gostoso:

• Tente escolher sempre o mesmo horário e o melhor momento para dar o banho, para que você possa se dedicar em tempo integral ao bebê.

• Sempre utilize sabonetes neutros.

• Comece o banho lavando apenas com água o rosto do bebê. Após o rosto, siga pela cabeça e o resto do corpo. Dê uma atenção especial ao coto umbilical, limpando também seu entorno.

• Após o banho, seque o bebê com uma toalha macia e absorvente, com bastante calma e cuidado. Faça o curativo do coto umbilical conforme as orientações pediátricas.

• Por fim, faça a higienização da banheira.

 

JOVENS

Conheça agora quais são as principais doenças que atingem os adolescentes. E, o melhor, saiba como preveni-las!

Alterações menstruais: Acompanhamento de um ginecologista desde a menarca, e frequência de exames.

Corrimento: Evitar o uso de protetor diário de calcinha, já que ele inibe a respiração da região, e não usar calças muito apertadas, principalmente em dias de calor.

Doenças sexualmente transmissíveis: Uso de preservativo e acompanhamento ginecológico constante.

Distúrbios psiquiátricos: Bom convívio familiar e social, com atividades variadas além da escola. Recomenda-se que os pais estejam sempre abertos a diálogos e explicações.

Obesidade: Dieta equilibrada, acompanhamento nutricional e prática de exercícios físicos são atitudes recomendadas.

Transtornos alimentares: Alimentação saudável, atenção dos pais em relação ao que os filhos consomem e boa compreensão do jovem sobre o seu corpo, para que não se deixe influenciar por sites e programas de televisão.

Alcoolismo: No caso de fator genético, indica-se um acompanhamento médico. Se não houver casos na ascendência, é importante que ocorram esclarecimentos contínuos dentro de casa a respeito dos males que a bebida pode proporcionar.

HOMEM

1 – Priorize as boas noites de sono: Com a rotina cada vez mais agitada, muitas pessoas estão deixando a noite de sono em segundo plano. No entanto, priorizar o descanso e o relaxamento é fundamental quando o assunto é manter a saúde em dia.

2 – Faça acompanhamento médico: Você já realizou um check-up neste ano? Os exames preventivos são muito eficazes para reduzir o índice de mortalidade e aumentar a qualidade de vida. Afinal, com essas atividades você tem mais chances de identificar um problema e resolvê-lo da melhor forma. O indicado é que todos os homens a partir dos 40 anos tenham acompanhamento médico anual.

3 – Reduza o estresse: Por não ser considerado uma doença por algumas pessoas, o estresse é negligenciado no nosso dia a dia. O problema é que o estresse é um dos fatores (e, às vezes, sintomas) de doenças psicológicas e fisiológicas. Por isso, adotar medidas para reduzi-lo é essencial para ter uma rotina saudável. A começar pela ingestão regular de água: a hidratação é extremamente necessária para manter o bom funcionamento do organismo e também para reduzir o estresse.

4 – Faça atividades físicas regularmente: O exercício físico, além de colaborar para manter o peso ideal, também é fundamental para prevenir doenças cardiovasculares. Com o grande índice de hipertensão na sociedade, devido a uma má alimentação, as pessoas se veem mais necessitadas em praticar atividades físicas regulares para reparar os danos já causados ao organismo.

5- Alimentação saudável: Prezar por uma dieta rica em frutas, verduras, legumes, grãos e cereais integrais, e com menos gordura, principalmente as de origem animal. Essa atitude ajuda a manter o peso adequado, evitando o sobrepeso.

6- Ingerir alimentos ricos em cálcio diariamente e ficar exposto ao sol todos os dias: De 10 a 15 minutos, antes das 10h e após às 16h, para fixar e ativar a vitamina D, responsável pela absorção do cálcio no organismo.

7- Evitar a ingestão excessiva de álcool e não fumar.

8- Aferir a pressão arterial regularmente (no mínimo, uma vez por ano).

A adoção de hábitos saudáveis, aliada à prática de atividade física regular, a alimentação balanceada e o uso moderado de bebidas alcoólicas são cruciais para diminuir estes agravos evitáveis. Assim, a identificação precoce de doenças aumenta as chances de um tratamento eficaz. Por isso, alguns exames devem fazer parte da rotina dos homens. É preciso prestar atenção ao corpo e ficar atento aos sinais que ele envia. Embora o cuidado deve ser diário. Afinal mudanças de hábitos alimentares, com menos alimentos gordurosos e ultra processados são fundamentais. Evitar estes comportamentos de risco é a chave para uma vida mais longa e saudável.

BOA FORMA

Entenda sua personalidade: Se você é daquelas pessoas que amam comer, seja honesto com você mesmo sobre esses hábitos alimentares. Você pode pedir o seu prato predileto, mas dedique-se a comer metade do que comia antes. Aos poucos você vai se adaptar e resistir às vontades.

Desacelere: Se você acha que sua vida está muito movimentada, tente ser um pouco mais devagar e beba bastante água. Muitas vezes vale mais a pena ser racional e fazer as coisas de forma pensada, não na pressa. Desta forma, você terá uma vida mais saudável e feliz.

Faça um plano: Fica mais fácil quando você planeja uma rotina para entrar em forma. É só tomar a decisão e colocá-la em prática. Comece se aquecendo, assim você não corre o risco de se machucar, e treine com intensidade. Até suas noites de sono vão melhorar.

Crie uma zona de bem-estar: Se você acha que não pode fazer exercícios porque não tem tempo para ir à academia, pense novamente. Crie uma área de exercícios na sua casa e, desta forma, você poderá trabalhar a qualquer hora. Faça pequenas caminhadas, suba escadas ao invés de usar elevadores etc.

Mantenha a rotina: Se você parar será muito mais difícil começar de novo. Você pode sair de forma muito mais rápida do que entrou. Lembre-se disso.

ESTÉTICA

Cabelos:

1. Tenha uma alimentação saudável e diversificada, intensificando a quantidade de vitamina A.

2. Tome bastante líquido para manter os cabelos hidratados.

3. Proteja os cabelos do sol. Use chapéu e hidratantes com protetores solares.

4. Ao lavar os cabelos, evite a água quente, que abre a cutícula dos fios e provoca ressecamento.

5. Para não quebrar os fios, evite dormir com os cabelos molhados.

6. Cabelos oleosos: lave diariamente para retirar o excesso de sebo e evitar a queda.

Pele:

1. Para as olheiras: durma bem, use cremes para amenizar as manchas, faça compressas de chá de camomila por dez minutos e faça pequenas massagens para irrigar o local. Um bom corretivo ajuda a disfarçar.

2. Não sobrecarregue a pele oleosa com cremes muito consistentes, pois estes dilatam os poros e facilitam o aparecimento de cravos.

3. Procure ingerir pelo menos dois litros de água por dia, para hidratar o organismo. Como consequência, sua pele ficará mais bonita.

4. Drenagem linfática facial é um tipo de massagem que promete melhorar o inchaço do rosto e das olheiras, atenuar as rugas e melhorar o aspecto da pele.

5. Sempre retire a maquiagem antes de dormir.

Need Help? Chat with us